domingo, 15 de novembro de 2015

REDE TV! FAZ 16 ANOS: OS PROGRAMAS MEMORÁVEIS QUE TALVEZ VOCÊ NÃO SE LEMBRE



DA REDAÇÃO

15 de novembro de 1999. Feriado de Proclamação da República. Logo às sete horas da manhã, ia ao ar uma entrevista com o então presidente Fernando Henrique Cardoso, inaugurando oficialmente a Rede TV!, que sucedeu a Rede Manchete (afinal, tambem, foi uma boa emissora). Em seu primeiro dia de transmissões, a emissora, sediada em Osasco (SP) teve seu pico de audiência ao exibir o filme “Kramer VS. Kramer”, que chegou a quatro pontos no Ibope. Uma performance que se tornaria rara dali por diante, em sua trajetória.

O slogan deixa bem claro: “A emissora de TV que mais cresce no Brasil”. Porém, a média no Ibope ali na casa de um mísero pontinho desmente a frase, convenhamos.

Apesar dessa "juventude", a Rede TV! apresenta em seu currículo algumas atrações que, provavelmente, sumiram da lembrança de muitos telespectadores. A seguir, preparamos uma listinha com alguns destes programas que fizeram história (ou não).


1 - FERNANDA LIMA NO "INTERLIGADO"

Foi ali que a apresentadora começou sua carreira na televisão à frente do “Interligado”, programa de clipes que entrou no ar simultaneamente à estreia da emissora. Sua passagem pela atração durou pouco tempo, já que Fernanda deixou o deixou o canal no ano seguinte, abrindo espaço para Fabiana Saba. Hoje, Fê Lima apresenta o programa "Amor e Sexo", na Globo.

2 - REPÓRTER CIDADÃO COM O DATENA

Quarenta e oito dias: este foi o tempo que José Luiz Datena, hoje apresentador do “Brasil Urgente”, na Band, durou no comando do “Repórter Cidadão”, que estreou no dia 6 de maio de 2002. Em seu lugar, entrou Marcelo Rezende, atualmente âncora do “Cidade Alerta”, da Record.

3 - VILA MALUCA, O NOSSO CHAVES

Cada um tem o “Chaves” que merece, não é mesmo? A versão da Rede TV! se chamou “Vila Maluca” e foi ao ar entre 2004 e 2006. Tinha uma vila, tinha um bando de adulto interpretando criança e até um Chaves genérico que se chamava Quinho .

4 - DONAS DE CASA DESESPERADAS

Lucélia Santos, Teresa Seiblitz, Isadora Ribeiro, Franciely Freduzeski, Viétia Zangrandi e Sônia Braga: estas eram as “Donas de casa desesperadas”, adaptação da série americana “Desperate Housewives” que a Rede TV! exibiu entre 2007/08. Longe de ser um sucesso, o seriado durou apenas uma temporada.

5 - MANO A MANO, COM A RAINHA DA BATERIA JULIANA ALVES

Uma comédia de situações, passada em uma favela, com Silvio Guindane (o Lacraia, do humorístico “Vai que Cola”, do Multishow) e Juliana Alves, rainha de bateria da Unidos da Tijuca. Estamos falando de “Mano a mano”. Não lembra? Talvez seja pelo fato de que a série durou apenas 12 episódios, exibidos entre 3 de abril e 19 de junho de 2005.

6 - REALITY "GAS SOUND"

Toni Garrido apresentador de reality show? Pois é, isto aconteceu na Rede TV!, entre 2007 e 2008. O cantor comandou por duas temporadas este concurso de bandas promovido por uma marca de guaraná.

7 - A PRIMEIRA TEMPORADA DE "FRIENDS"

Uma das apostas para o início de sua história, a série americana “Friends” teve apenas sua primeira temporada exibida pela Rede TV!. Motivo? Um acordo entre a Warner e o SBT impediu que a emissora novata levasse o seriado ao ar.

8 - "CORRIDA MILIONÁRIA", CLONE DE "NO LIMITE"

Baseado no reality americano “The Amazing Race”, “A Corrida Milionária” foi exibido entre outubro de 2007 e janeiro de 2008. A primeira e única temporada apresentou uma corrida pelo Brasil com uma passagem pelo Chile na reta final. A premiação? R$ 500 mil.

9 - O ERÓTICO "NOITE AFORA" COM MONIQUE EVANS

Apresentado pela “titia” Monique Evans, o programa safadinho teve até uma vida longa: ficou na grade da Rede TV! entre 2001 e 2004, voltando à tona em 2011, mas com uma duração relâmpago. Dentre as atrações do passado na emissora, talvez seja uma das poucas que são lembradas pelo público.

10 - APARTAMENTO DAS MODELOS

Oito modelos confinadas em um apartamento, com uma câmera digital em mãos, uma moto e um contrato com uma agência como prêmios e apresentação de Nelson Rubens. Lembrou? Tudo bem, nem a gente lembra direito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário