quarta-feira, 12 de abril de 2017

PROGRAMA DE FORMAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DE AGENTES CULTURAIS ABRE INSCRIÇÕES

Os interessados de Vitória da Conquista já podem se inscrever pelo site


POR ANA PAULA MARQUES

Direcionado a todos os envolvidos com a cultura - artistas, comunicadores, gestores, artesãos e ativistas, o programa vai oferecer cursos gratuitos e presenciais em 16 cidades da Bahia. Com duração de 15 horas, o curso abordará temas fundamentais para a formação de um agente da cultura, como políticas culturais, culturas brasileiras e baianas e organização da cultura.


Coordenado pelo professor e pesquisador Albino Rubim, o programa se propõe a formar ativistas comprometidos com a efetivação dos direitos culturais e a consolidação das políticas públicas de cultura, voltadas para o fortalecimento da cidadania cultural. É viabilizado por meio de apoio financeiro da Secretaria de Cultura da Bahia através do edital de Formação e Qualificação em Cultura 2016 do Fundo de Cultura da Bahia. Tem apoio institucional da Diretoria de Espaços Culturais, Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia e da Fundação Pedro Calmon.

Os cursos acontecerão entre os meses de abril e maio. São cinco módulos consecutivos de três horas cada. A expectativa é alcançar 1500 participantes. Já foram contempladas três turmas em Salvador e Lençóis. Até o final de maio, novas turmas serão abertas em Alagoinhas, Cabaceiras do Paraguaçu, Feira de Santana, Guanambi, Itabuna, Itaparica, Jequié, Juazeiro, Lauro de Freitas, Mutuípe, Porto Seguro, Salvador (Alagados, Cine Teatro Solar Boa Vista, Espaço Xisto Bahia), Santo Amaro e Valença.

Como parte do processo formativo, o curso vai integrar uma atividade artística em sua programação, a imersão cultural. Cada um dos 20 espaços vai receber um artista, comunicador ou movimentador cultural para apresentar o seu trabalho e provocar reflexões no público. A mostra será levada para a sala de aula e integrada às outras atividades didáticas.

Albino Rubim destaca que a imersão cultural é fundamental para a formação de cada participante. “É muito importante que o agente cultural, para ser um ativista, articulador e mobilizador, deva ser uma pessoa envolvida e encantada com a cultura. Ou seja, deve ser um consumidor e mais que isto um conhecedor da cultura. Um ser aberto sempre a novas fruições culturais. Daí o sentido da inclusão da imersão cultural como momento vital do curso”, avalia o coordenador.

Todas as aulas serão ministradas por professores pesquisadores que integram o CULT – Centro de Estudos Multidisciplinares em Cultura da UFBA. Com formação nas áreas de comunicação, produção cultural e ciências sociais, os educadores podem preparar os participantes para atuarem como agentes culturais.

Além dos encontros presenciais, os inscritos ainda podem acessar conteúdos complementares na biblioteca do site. Os textos e vídeos encontrados na plataforma digital servem para ajudar o agente cultural a fundamentar as práticas que fazem parte do seu trabalho.

Os interessados devem acessar o site > www.agentesculturais.com.br. Para participar, basta ter mais de 16 anos e interesse na área da cultura. Como não há seleção, as inscrições terminam conforme a quantidade de vagas, que varia em cada localidade que receberá o curso. Aqueles que participarem em pelo menos 75% das atividades, receberão por e-mail certificado de extensão de 15 horas da UFBA.


Nenhum comentário:

Postar um comentário